SCHMERSAL
MENU
E-book Grátis

Acidentes envolvendo máquinas e equipamentos ainda são uma grande preocupação. Um estudo feito pelo Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho aponta que entre 2012 e 2018, máquinas e equipamentos provocaram mais de 500 mil acidentes de trabalho. O fato é que muitos poderiam ser evitados se os princípios básicos de segurança relacionados a operação destes equipamentos fossem seguidos.

Acompanhe com o especialista em NR12 e consultor de segurança da Schmersal, José Amauri Martins, os três aspectos fundamentais para adequação industrial: normas, análise de riscos e dispositivos de proteção.

NORMAS

Mesmo que óbvio, a recomendação de seguir as normas é a mais importante. A mais reconhecida é a NR12, totalmente dedicada à segurança no trabalho em máquinas e equipamentos. Criada em 1978 pelo Ministério do Trabalho, ela passou por uma profunda revisão em 2010, sendo a última em 2019, aprimorando os conceitos técnicos básicos e os anexos que definem referências técnicas e medidas de proteção que garantam a integridade física e saúde dos operadores. Ou seja, a norma indica o que deve ser feito para tornar máquinas e equipamentos mais seguros e evitando riscos de acidentes.

Vale ressaltar que, quando se fala em adequação de máquinas e equipamentos de acordo com a NR12, deve-se entender que foi baseada em normas técnicas nacionais (ABNT NBR), internacionais (ISO e IEC) e normas regionais (EN), que são as normas da comunidade europeia.


ANÁLISE DE RISCOS

Quando falamos em implementar segurança em máquinas em operação a Análise de Riscos é o principal item a ser considerado, porém, muitas vezes ela é deixada de lado ou interpretada de maneira equivocada. A norma técnica que rege a apreciação e redução de riscos é a ABNT NBR ISO 12100 – 2013 - Segurança de máquinas – Princípios gerais de projeto – Apreciação e redução de riscos. Ela estabelece que é preciso seguir um processo para definir o limite da máquina, sua capacidade produtiva, número de operadores e identificação de possíveis perigos mecânicos, térmicos ou elétricos. Ao estimar os riscos, você consegue identificar maneiras de evitá-los. Para isso, é utilizado o método HRN (Hazard Rating Number) ou Número de Avaliação de Perigos, que os classifica de acordo com o seu nível e avalia a probabilidade de ocorrências deste mesmo dano para os trabalhadores expostos.

DISPOSITIVOS DE PROTEÇÃO

Voltado diretamente aos trabalhadores, este ponto da NR12 torna obrigatório o uso de dispositivos e sistemas de proteção em máquinas e equipamentos, assim assegurando a integridade dos trabalhadores. Associados, estes componentes reduzem os riscos de acidentes e podem ser classificados em cinco grupos:

  • Comandos elétricos ou interfaces de segurança, que monitoram e impedem a ocorrência de falhas, como os relés e controladores Schmersal;

  • Dispositivos de intertravamento, conhecidos como chaves de segurança, que atuam na proteção móveis (portas);

  • Sensores de segurança, que detectam a presença de movimento e forçam a interrupção de funcionamento;

  • Proteções mecânicas, que trabalham na delimitação do perímetro;

  • Periféricos, que são itens complementares como pedaleiras, tapetes etc.

Agora que você já sabe os princípios básicos para segurança em máquinas e equipamentos, conte com as soluções da Schmersal para garantir a mais alta proteção na sua indústria.

Saiba mais

E-book Grátis